SPAM o maior perigo da internet

SPAM o maior perigo da internet

Entenda o que é SPAM e saiba se você recebe este tipo de e-mail indesejável ou PIOR, se você é um distribuidor de SPAMs!

O que é spam?

Spam é o termo usado para referir-se aos e-mails não solicitados, que geralmente são enviados para um grande número de pessoas. Quando o conteúdo é exclusivamente comercial, esse tipo de mensagem é chamada de UCE (do inglês Unsolicited Commercial E-mail) e eles não deixam de serem considerados SPAMs também.

Posso enviar SPAM sem saber?

Spam zombies são computadores de usuários finais que foram comprometidos por códigos maliciosos em geral, como wormsbots, vírus e cavalos de tróia. Estes códigos maliciosos, uma vez instalados, permitem que spammers utilizem a máquina para o envio de spam, sem o conhecimento do usuário. Enquanto utilizam máquinas comprometidas para executar suas atividades, dificultam a identificação da origem do spam e dos autores também. Os spam zombies são muito explorados pelos spammers, por proporcionar o anonimato que tanto os protege.

Agora que você entendeu o que é SPAM, iremos primeiramente abordar sobre os spams recebidos e você saberá como se defender deles. Depois no final abordaremos o assunto mais delicado e tenebroso: se for você a enviar SPAMs!

Se seu e-mail está enviando e-mails para seus contatos automaticamente, clique aqui para ler o final deste artigo!

Como receber SPAM me afeta?

O spam pode afetar os usuários do serviço de correio eletrônico de diversas formas. Alguns exemplos a seguir mostram como a produtividade, a segurança, entre outros, podem ser ameaçados:

Não recebimento de e-mails: Boa parte dos provedores de Internet limita o tamanho da caixa postal do usuário no seu servidor. Caso o número de spams recebidos seja grande, ele corre o risco de ter sua caixa postal lotada com mensagens não solicitadas. Se isto ocorrer, passará a não receber e-mails e, até que possa liberar espaço em sua caixa postal, todas as mensagens recebidas serão devolvidas ao remetente. Outro problema é quando o usuário deixa de receber e-mails nos casos em que regras anti-spam ineficientes são utilizadas, por exemplo, classificando como spam mensagens legítimas.

Gasto desnecessário de tempo: Para cada spam recebido, o usuário necessita gastar um determinado tempo para ler, identificar o e-mail como spam e removê-lo da caixa postal.

Aumento de custos: Independente do tipo de acesso à Internet utilizado, quem paga a conta pelo envio do spam é quem o recebe. Por exemplo, para um usuário que utiliza acesso discado à Internet, cada spam representa alguns segundos a mais de ligação que ele estará pagando.

Perda de produtividade: Para quem usa o e-mail como ferramenta de trabalho, o recebimento de spams aumenta o tempo dedicado à tarefa de leitura de e-mails, além de existir a chance de mensagens importantes não serem lidas, serem apagadas por engano ou lidas com atraso.

Conteúdo impróprio ou ofensivo: Como a maior parte dos spams é enviada para conjuntos aleatórios de endereços de e-mail, é bem provável que o usuário receba mensagens com conteúdo que julgue impróprio ou ofensivo.

Prejuízos financeiros causados por fraude: O spam tem sido amplamente utilizado como veículo para disseminar esquemas fraudulentos, que tentam induzir o usuário a acessar páginas clonadas de instituições financeiras ou a instalar programas maliciosos, projetados para furtar dados pessoais e financeiros. Esse tipo de spam é conhecido como phishing/scam. O usuário pode sofrer grandes prejuízos financeiros, caso forneça as informações ou execute as instruções solicitadas nesse tipo de mensagem fraudulenta.

E agora, como posso me defender?

Primeiramente aprenda a identificar um e-mail spam

É muito importante conhecer as principais características dos spams, freqüentemente encontrados na Internet. Dessa forma, o usuário não será pego de surpresa e facilitará a detecção dessa prática indesejável em sua caixa postal.

Vale ressaltar que nem todas essas características estarão presentes ao mesmo tempo, em um mesmo spam. Da mesma forma, poderão existir spams que não atendam às propriedades citadas, podendo, eventualmente, ser um novo tipo.

Principais características dos spams:

  • Cabeçalhos suspeitos

O cabeçalho do e-mail aparece incompleto, sem o remetente ou o destinatário. Ambos podem aparecer como apelidos ou nomes genéricos, tais como: amigo@, suporte@ etc. A omissão do destinatário é um dos casos mais comuns, pois, os spammers colocam listas enormes de e-mails no campo reservado para Cópias Carbono Ocultas ou Blind carbon copies (Cco: ou Bcc:), já que tais campos não são mostrados ao usuário que recebe a mensagem.

  • Campo Assunto (Subject) suspeito

O campo reservado para o assunto do e-mail (subject) é uma armadilha para os usuários e um artifício poderoso para os spammers. A maioria dos filtros anti-spam está preparada para barrar e-mails com diversos assuntos considerados suspeitos. No entanto, os spammers adaptam-se e tentam enganar os filtros colocando no campo assunto conteúdos enganosos, tais como: vi@gra (em vez de viagra) etc. Como os spammers utilizam esses subterfúgios, alguns e-mails suspeitos podem não ser identificados e, nesse momento, os usuários devem estar atentos para não abrir e-mails de spam, executar arquivos em anexo e ter sua máquina contaminada por um código malicioso.

Ainda em relação ao campo assunto, os spammers costumam colocar textos atraentes e/ou vagos demais, confundindo os filtros e os usuários, que abrem os e-mails acreditando ser informação importante. São exemplos desse fato: “Sua senha está inválida”, “A informação que você pediu” e “Parabéns”. Vale observar que alguns conteúdos suspeitos no campo assunto também são decorrentes de propagação de vírus ou worms e, portanto, devem ser removidos.

As referências “ADV” (ADVertisement, do inglês, propaganda), “MEEPS” (Mensagem Eletrônica de Publicidade de Produtos e Serviços) ou “NS” (Não Solicitado) não são aceitas como justificativas para o envio de e-mails não solicitados. Dessa forma, os e-mails com essa notificação no campo assunto são considerados spam.

  • Opções para sair da lista de divulgação

Existem spams que tentam justificar o abuso, alegando que é possível sair da lista de divulgação, “clicando” no endereço anexo ao e-mail. O usuário deve verificar se fez realmente o cadastro na lista em questão. Se não tiver certeza, melhor ignorar o e-mail, afinal, um dos artifícios usados pelos spammers para validar a existência dos endereços de e-mail é justamente solicitar a confirmação. Também é importante jamais clicar em um link enviado por e-mail. Sempre digite a URL no navegador.

  • E-mails enviados “uma única vez”

Embora seja um dos recursos mais antigos, entre aqueles utilizados pelos spammers, ainda são encontrados e-mails de spam alegando que serão enviados “uma única vez”. Essa é uma característica de e-mail de spam.

  • Sugestão para apenas remover

Uma das mais freqüentes, e piores, desculpas usadas pelos spammers é alegar que se o usuário não tem interesse no e-mail não solicitado, basta “removê-lo”. Essa é uma característica de e-mail de spam.

  • Leis e regulamentações

Não existem regulamentações brasileiras referentes à prática de spam. Portanto, citações que envolvam leis e regulamentações são características de e-mail de spam.

  • Correntes, boatos e lendas urbanas

São características de spam os e-mails contendo: textos pedindo ajuda financeira, contando histórias assustadoras, pedindo para que sejam enviados “a todos que você ama” ou, ainda, ameaçando que algo acontecerá caso não seja repassado a um determinado número de pessoas.

  • Golpes e fraudes

Com certa freqüência, os e-mails de spam são portadores de fraudes e golpes disseminados na rede. Alguns exemplos são: e-mails de promoções e e-mails de instituições financeiras ou governamentais. Nesses casos, a melhor defesa é a informação. Conhecer os tipos de golpes e como eles podem chegar até a sua caixa postal é a melhor estratégia de defesa.

Recebi um SPAM, e agora o que devo fazer?

NÃO CLIQUE NEM FAÇA DOWNLOAD DE NADA! Sinalize, bloqueei o remetente e exclua permanentemente ele da sua caixa de e-mails!

As informações abaixo referem-se exclusivamente aos usuários do Gmail que utilizam o Gmail para receber e enviar seus e-mails. Se você utiliza outro aplicativo para visualizar seus e-mails (como Outlook, Hotmail, Terra, UOL, etc) entre em contato com o suporte do seu aplicativo para auxiliá-lo em como proceder com e-mails spams.

Se um e-mail for identificado como phishing ou parecer suspeito, talvez um aviso seja exibido ou o e-mail seja movido para “Spam”. Se um e-mail não tiver sido marcado corretamente, siga as etapas abaixo para marcá-lo ou desmarcá-lo como phishing.

Observação: quando você move manualmente um e-mail para a pasta “Spam”, o Google recebe uma cópia dele e pode analisá-lo para proteger os usuários contra spam e abuso.

Denuncie um e-mail de phishing

  1. No computador, acesse o Gmail.
  2. Abra a mensagem.
  3. Ao lado de Responder Responder, clique em Mais Mais.
    Observação: se você estiver usando o Gmail clássico, clique na seta para baixo Seta para baixo.
  4. Clique em Denunciar phishing.

Evite ataques de phishing

Tenha cuidado sempre que você receber um e-mail de um site pedindo informações pessoais. Se você receber esse tipo de e-mail:

  1. Não clique em nenhum link nem forneça informações pessoais até confirmar que o e-mail é real.
  2. Se o remetente tiver um endereço do Gmail, denuncie o abuso do Gmail para o Google.

Observação: Ninguém nunca deve solicitar informações pessoais, como sua senha, por e-mail.

Se você chegou até aqui e percebeu que recebeu um e-mail malicioso ou clicou em um link suspeito, ou ainda se você tem prática de enviar muitos e-mails para listas sem o consentimento deles…VOCÊ É UM SPAMMER!

Você é um spammer (que pratica spam) se:

Os e-mails que envio chegam na caixa de SPAM dos meus contatos

Você foi denunciado! Sim, algum de seus contatos pode ter denunciado você ou outro e-mail que contenha o mesmo domínio (nome@seu-domínio.com.br) foi denunciado e desta maneira, todos os e-mails que utilizem o seu-dominio.com.br começam a cair na caixa de SPAM dos destinatários.

Se este é o seu caso, o que fazer:

  1. PARE de enviar e-mails de marketing para listas que não se cadastraram para receber seus e-mails. (Veja mais sobre Práticas corretas para envio de e-mail marketing)
  2. Faça uma varredura com um anti-vírus e anti-malware em todas as máquinas e celulares que utilizam o servidor de e-mails
  3. Peça aos seus contatos que sinalizem seus e-mails como não SPAMs (mover para caixa de entrada, clicar em “não é spam”, etc)
  4. TENHA PACIÊNCIA. Se você já fez todos os passos e ainda seus e-mails continuam caindo na caixa de SPAM, aguarde os servidores de e-mails retirarem seu domínio da blacklist. Não existe nenhum modo de tornar isto mais rápido ou mais simples, infelizmente.

Enviaram e-mails para todos os meus contatos e não fui eu!

Este é o PIOR cenário, você virou um spam zombie! Provavelmente você deve ter clicado em algum link de phishing ou ainda pode ter tido sua máquina infectada por um vírus que pode não só enviar e-mails para seus contatos como também acessar todas as suas senhas!

Se você começar a disparar e-mails, muitos e-mails…e pior, se eles tiverem vírus em anexo o seu provedor de hospedagem SUSPENDERÁ SUA CONTA! Sim, você vai ficar BLOQUEADO de enviar novos e-mails e pode até ter sua conta DELETADA. Faça sempre back-up do seu site, fica a dica!

E se tudo isto acontecer você deve informar IMEDIATAMENTE o responsável pelo suporte de seus e-mails para que ele junto com você tentem parar estes envios maliciosos. Diversas ações serão necessárias como formatar seus computadores, trocar todas as suas senhas, contatar o provedor de hospedagem e informar o que está acontecendo demonstrando boa fé e preocupação e ainda, mesmo tomando todo o cuidado necessário você poderá ter que trocar de servidor de e-mails.

Nós da Agência NR Marketing em sincronia com as melhores práticas da Internet e dos órgãos não-governamentais mais influentes da internet, e seguindo o apelo de seus usuários e clientes, manifesta publicamente seu compromisso anti-SPAM. Caso seja constatado o envio de SPAM por algum cliente, seu site será retirado do ar nos termos previstos no contrato de hospedagem de sites e e-mails.

Como não se tornar um spammer

A resposta simples é navegar consciente na rede. Este conselho é o mesmo que recebemos para zelar pela nossa segurança no trânsito ou ao entrar e sair de nossas casas. As dicas para reduzir o volume de spam estão diretamente relacionadas aos cuidados recomendados aos usuários da Internet, para que desfrutem de todos os recursos e benefícios da rede, com segurança.

Principais dicas:

  • Preservar as informações pessoais como endereços de e-mail, dados pessoais e, principalmente, cadastrais de bancos, cartões de crédito e senhas. Um bom exercício é pensar que ninguém forneceria dados pessoais a um estranho na rua, certo? Então, por que o faria na Internet?
  • Ter, sempre que possível, e-mails separados para assuntos pessoais, profissionais, para as compras e cadastros on-line. Certos usuários mantêm um e-mail somente para assinatura de listas de discussão.
  • Não ser um “clicador compulsivo”, ou seja, o usuário deve procurar controlar a curiosidade de verificar sempre a indicação de um site em um e-mail suspeito de spam. Pensar, analisar as características do e-mail e verificar se não é mesmo um golpe ou código malicioso.
  • Não ser um “caça-brindes”, “papa-liquidações” ou “destruidor-de-promoções”. Ao receber e-mails sobre brindes, promoções ou descontos, reserve um tempo para analisar o e-mail, sua procedência e verificar no site da empresa as informações sobre a promoção em questão. Vale lembrar que os sites das empresas e instituições financeiras têm mantido alertas em destaque sobre os golpes envolvendo seus serviços. Assim, a visita ao site da empresa pode confirmar a promoção ou alertá-lo sobre o golpe que acabou de receber por e-mail! No caso de promoções, na maioria das vezes, será necessário preencher formulários. Ter um e-mail para cadastros on-line é uma boa prática para os usuários com o perfil descrito. Ao preencher o cadastro, desabilite as opções de recebimento de material de divulgação do site e de seus parceiros. É justamente nesse item que muitos usuários atraem spam, inadvertidamente.
  • Ter um filtro anti-spam instalado, ou ainda, usar os recursos anti-spam oferecidos pelo seu provedor de acesso.
  • Além do anti-spam, existem outras ferramentas bastante importantes para o usuário da rede: anti-spyware, firewall pessoal e antivírus.

Algumas informações deste texto foram fornecidas pelo site AntiSpam.br e Ajuda do Google Gmail.

Vamos ajudar a tornar a internet melhor para todos? Se precisar de qualquer auxílio comente abaixo que responderemos o mais breve possível!

Itens Relacionados

Gostou? Deixe seu comentário!